Zona 2 de Expansão Humana

Primeiro passo rumo às estrelas

A Vizinhança Solar, um cilindro de 20 anos-luz de raio e 20 anos luz de altura a partir do Sol. Fica no Braço de Órion da Via Láctea e contém 79 sistemas estelares e 106 estrelas (muitas binárias). Entre essa centena de estrelas estão Alfa Centauri, Sirius, Vega, Epsilon Eridani, Estrela de Barnard, Prócion e Tau Ceti — astros que figuram no firmamento da Terra e fazem parte da história humana, ganhando, com a viagem mais rápida que a luz, novos significados.

 

Os contatos com alienígenas travados na Zona 2 foram pouco numerosos, esporádicos e, em grande parte, com espécies que se encontravam em trânsito por esse setor do Braço de Órion. Isso deu chance da humanidade estabelecer relações cautelosas e criteriosas, ao mesmo tempo em que os diversos blocos políticos ativamente passaram a explorar e povoar os mundos habitáveis e disponíveis. Desse modo, sedimentou-se uma área de controle humano suficientemente ampla e rica para servir de plataforma confortável para a ambiciosa Expansão rumo à Zona 3. Nessa fase, no início do século XXIII, muitas colônias internacionais foram fundadas.

 

A formação da Zona 2 também exigiu a criação de grandes esquadras de vasos capazes de manter a ordem e a segurança das novas colônias. Ocorrem os primeiros conflitos militares espaciais fora da Zona 1, e novas rivalidades estratégicas se formam.

 

No século XXV, algumas dessas rivalidades já são históricas — projetando-se sobre a Zona 3 e a Esfera.