Publicações Espaciais

Publicações

Conto “Tasmânia”, de Roberto Causo, Ganha Edição em e-Book

Por intermédio do editor Paulo Soriano, a Free Books Editora Virtual publicou agora o conto “Tasmânia”, de Roberto Causo, na sua primeira fornada de e-books gratuitos. A edição traz como ilustração de capa uma arte da pintora naturalista australiana Harriet Scott (1830-1907).

O conto, primeiro publicado na revista Pesquisa FAPESP N.º 118, de dezembro de 2005, trata de um biólogo brasileiro especialista em marsupiais, que integra como pesquisador visitante uma expedição à ilha da Tasmânia, no litoral da Austrália, em busca de um vislumbre do tigre da Tasmânia, animal extinto pela ação humana no início do século 20, mas que tem sido apontado por várias testemunhas ao longo dos anos, como ainda vivo nos sertões da Tasmânia.

Tasmânia está na série Nossos Autores, da Free Books, e pode ser baixado gratuitamente aqui, nos formatos Mobi, Epub e PDF. Paulo Soriano também teve a gentileza de incluir um anúncio de Shiroma, Matadora Ciborgue no site da Free Books. A editora traz autores brasileiros e estrangeiros, contemporâneos e clássicos. Roberto Causo agradece a Soriano por incluir Tasmânia em sua nova iniciativa editorial.

 

Arte de Harriet Scott

Sem comentários até agora, comente aqui!

Leia a introdução do escritor Nelson de Oliveira fez para “Shiroma, Matadora Ciborgue”

Nelson de Oliveira é um dos escritores brasileiros mais renomados de sua geração — a Geração 90 —, autor de Subsolo Infinito, Babel BabilôniaPoeira: Demônios e Maldições, e duas vezes ganhador do Prêmio Casa de las Américas e do Prêmio da Associação dos Críticos de Arte. Nos últimos anos, tem se voltado para a ficção científica, escrevendo como “Luiz Bras” e assinando obras de relevância como a coletânea de histórias Paraíso Líquido e os romances Sozinho no Deserto Extremo e Distrito Federal. Oliveira tem acompanhado a evolução das séries Shiroma, Matadora Ciborgue e As Lições do Matador. De fato, não fosse por sua atuação como editor da antologia Futuro Presente e das revistas do Projeto Portal, talvez nenhuma das duas séries chegasse a existir. O texto abaixo é a introdução do livro de histórias Shiroma, Matadora Ciborgue (Devir; 2015).

 

Nelson de Oliveira. Foto de Tereza Yamashita

Nelson de Oliveira. Foto de Tereza Yamashita

 

Introdução

O conto “Rosas Brancas” foi um presente maravilhoso de Roberto de Sousa Causo para o nascente Portal Solaris (primeiro dos seis números do Projeto Portal). Esse conto dá início à arrebatadora série protagonizada por uma órfã — Bella Nunes — obrigada a crescer e sobreviver entre assassinos profissionais. Muito mais tarde, em sua primeira missão (“O Novo Protótipo”), Bella se transforma em Shiroma. Essa narrativa ambientada no bairro da Liberdade é uma de minhas prediletas. Enfim, tive a sorte de acompanhar, em primeira mão, o nascimento e o desenvolvimento de uma protagonista bastante incomum.

Na mesma época, a pesquisadora Regina Dalcastagnè, da Universidade de Brasília, divulgava seu estudo sobre o espaço social no romance tupiniquim, denunciando o nosso estereótipo de protagonista (homem branco, hetero, de classe média). Logo ficou claro que esse clichê ficcional também domina o conto brasuca. Shiroma veio combater essa tendência.

Shiroma é guerreira, mas às vezes aparece bastante fragilizada emocional e fisicamente, e esse é um ponto importante em toda a série. Isso humaniza a heroína ciborgue. E o recurso da concha do mar é genial. Suas aventuras nas Zonas de Expansão Humana são uma lufada de ar fresco no ambiente modorrento da literatura contemporânea. Shiroma é a contraparte necessária de Jonas Peregrino, outro importante protagonista criado pelo autor. Os dois habitam um universo físico e mental ampliado pela tecnologia mais inquietante. Mas vivem em planos opostos, apesar da sobreposição gravitacional. Shiroma e Peregrino são diferentes até na semelhança psicológica: ambos lidam com os conflitos morais mais complexos, quase indecidíveis.

A promessa de que um dia se encontrarão mexe com minha fantasia erótica. A matadora ciborgue e o comandante dos Jaguares:
amigos, antagonistas, amantes? Mal posso esperar.

Esta é uma coletânea densa, que merece mais de uma leitura. Reunidos, os onze contos que a compõem se iluminam, oferecendo muitas camadas secretas. Eles tecem ao redor de Shiroma um casulo de violência e nostalgia, uma jaula emocional cuja única chave pode estar nas lembranças despertadas por uma concha do mar.

—Nelson de Oliveira
São Paulo, outubro de 2015

selo_shiroma_baixa

Sem comentários até agora, comente aqui!

Shiroma, Matadora Ciborgue na revista Trasgo

trasgo-03-capa“Rosas Brancas”, a primeira história da série Shiroma, Matadora Ciborgue, será publicada na revista eletrônica Trasgo: Ficção Científica e Fantasia N.º 3, do editor Rodrigo van Kampen. A revista estará disponível em junho, e o conto virá acompanhado de uma entrevista com o autor, Roberto Causo.

 

 

Mais sobre a Trasgo aqui

 

Sem comentários até agora, comente aqui!